Por Gabriel Mansur

Como assim você é fã de Harry Potter? Isso é tão CRINGE. Mentira que o assunto dessa mesa são os boletos? Que coisa mais CRINGE! Não adianta fugir da realidade: se você nasceu antes de 1995, provavelmente é CRINGE. 

Afinal, para a “geração Z”, até tomar café da manhã é CRINGE. Passar fome é moderno, por acaso??

Mas o que significa esta expressão? O termo tem origem inglesa e é utilizado como uma gíria para se referir aos momentos em que as pessoas passam por situações desconfortáveis e constrangedoras.

Apesar da introdução CRINGE, o assunto de hoje é a guerra intergeracional, entre Geração Z e Millennials. E como essa batalha pode impactar no seu negócio?

Em termos práticos, pessoas nascidas entre os anos de 1984 e 1995 são definidas como “Millennials” ou “Geração Y”

Por sua vez, quem faz parte da “Geração Z” — também denominada “GenZ”, “pós-Millennials”, entre outros termos — são aqueles nascidos entre 1995 e 2015, os também chamados “nativos digitais”, uma vez que nasceram já imersos na tecnologia e na internet.

Por que é importante entendermos as gerações?

Por causa de seu comportamento de compra, por ditar tendências e, obviamente, porque serão seus consumidores em breve. Acima de tudo: com a velocidade das informações pelas redes sociais, influenciam o mundo.

Geração Y

Em 2021, os Millennials estão na faixa etária entre os 22 e os 36 anos. Em grande parte, essa geração cresceu no início de uma crise financeira global e em meio a uma grande aceleração na tecnologia digital. 

É uma geração definida como um grupo mais diversificado e socialmente liberal do que os nascidos nas gerações anteriores. Os Millennials, em 2021, teoricamente já saíram da faculdade. 

Em boa parte, estão inseridos no mercado de trabalho e já começaram a constituir a própria família. Todavia, se comparados com as gerações anteriores, como os nascidos antes de 50 até 84, os Millennials estão um pouco atrás. 

Poucos alcançaram marcos como casamento, propriedade privada e paternidade. Muitos, inclusive, ainda moram com os pais e não veem isso como algo negativo. É como o Tuco na Grande Família. Se antes você considerava o Lineu chato, está na hora de rever seus conceitos.

O que os millennials querem?

Sabe o que queremos, Mário Alberto? Só quem é consumidor de Porta dos Fundos (é cringe?), vai entender a referência. Brincadeiras à parte, 47% dessa geração afirma que a internet é a única coisa que eles não podem viver sem. 

Por que esse canal atrai tanto a Geração Y? Porque a internet entrega o que eles querem!

  1. Sentir-se parte de uma comunidade;
  2. se divertir;
  3. ter mais controle sobre o que se relaciona; 
  4. confiar e acreditar nas marcas e nas causas que eles apoiam.

O impacto de estabelecer um relacionamento via mídia social é enorme. Portanto, entrar nas redes sociais é um fato inquestionável. Se você ainda não o fez, está perdendo vendas.

Padrões de consumo da Geração Y

De modo geral, os Millennials gastam mais do que as gerações anteriores (Baby Boomers, nascidos entre 51 e 69, e Geração X, nascidos entre 70 e 84), especialmente quando se trata de hábitos alimentares, como comprar um café mais caro ou comer fora. 

 Veja, abaixo, alguns hábitos de consumo dessa geração:

  • Representam 54% das compras online;
  • 22% usam aplicativos para comprar mantimentos;
  • 63% concluem as transações em seus smartphones;
  • 83% não se preocupam com segurança durante as compras online;
  • 60% preferem comprar marcas genéricas;
  • 40% analisam avaliações e depoimentos online antes de comprar qualquer produto;
  • 60% permanecem fiéis às marcas que compram; 
  • 81% esperam que as empresas se comprometam publicamente com causas beneficentes e de cidadania;
  • 74% mudariam para um varejista ou marca diferente se tivessem uma experiência negativa no atendimento recebido.

Os Millennials preferem gastar o dinheiro com o viver do que com o possuir. Por isso, marcas que oferecem uma experiência única e um ótimo atendimento ao cliente, tendem a se destacar.

Uma empresa que entendeu e acompanhou essa mudança foi a Starbucks, que tem feito o possível para não vender apenas café, mas fornecer algo mais, experiência. 

Há uma razão para que a Starbucks tenha várias tomadas elétricas, Wi-Fi gratuito e cadeiras confortáveis: eles vendem uma experiência de qualidade. O café é apenas algo adicional.

Os Millennials e o consumo da mídia

Para a geração Y, o relacionamento de mídia social vem antes da compra. 60% dos Millennials negociam com uma marca que seguem, e 59% seguem a marca antes de fazer a compra. 

Eles assistem mais à programação via dispositivos conectados à TV do que a televisão tradicional. Isso significa que, cada vez mais, serviços de streaming como Netflix e videogame são digeridos

Ou seja, é hora de mudar!

Geração Z

Nascidos entre 1995 e 2015, a geração Z representa em torno de 25% da população mundial. Não há dúvidas de que seu maior foco precisa ser nessa geração. Ao mesmo tempo, eles farão você reinventar sua forma de vender. 

Para conquistar a Geração Z, você precisa de mais do que uma loja física, um site ou suas contas nas redes sociais. Simplicidade, comunicação, ecologia e valores são o que definem a marca a ser consumida. A geração Z nasceu em meio a desastres ecológicos e incertezas do futuro. 

Portanto, o que as marcas defendem conta muito no momento de escolha. Apesar de ser uma geração individualista e dividida, essa é uma geração diversificada,  definida pela tecnologia, fluidez e união de diferentes culturas.

Padrões de consumo da Geração Z

A geração Z busca constantemente a verdade e, portanto, valoriza a expressão individual e evita rótulos. 

  • 66% dos compradores querem que as marcas vendam produtos de alta qualidade;
  • 45% escolhem marcas que são ecologicamente corretas e socialmente responsáveis;
  • 61% preferem marcas que ofereçam proteção e armazenamento de dados seguros;
  • 43% preferem marcas que fornecem termos e condições claras de como eles usarão suas informações;
  • 65% tentam aprender a origem das coisas que compram, incluindo de onde é e de que é feita;
  • Mais de 98% prefere fazer compras em lojas físicas;
  • Menos de um terço se sente à vontade para compartilhar dados pessoais, além de informações de contato e histórico de compras;
  • 56% desejam que a experiência na loja seja divertida, para que não fiquem entediados;
  • 48% esperam poder trocar ou devolver itens comprados online na loja;
  • 44% desejam que as marcas usem realidade aumentada ou realidade virtual para aprimorar a experiência de compra;
  • 52% usam seus smartphones nas lojas para procurar produtos em outras lojas para comparações de preços;

Ao contrário do que você imagina, a maioria da geração Z prefere fazer compras na loja. Uma razão pode ser a falta de acesso a cartões de crédito para fazer compras online, por isso utilizam cartões de débito ou dinheiro. 

Outro motivo é a valorização do momento de compra como uma experiência, principalmente por poder postar nas redes sociais. Afinal de contas, fazer postagens dentro da loja e com a sacola na mão é bem mais interessante do que tirar o print do site em que se está comprando.

A Geração Z e o consumo da mídia

Sem sombra de dúvidas, é a geração mais conectada. Nascidos em meio ao mundo virtual, eles não conhecem o mundo sem internet.  A Geração Z, em média, recebeu seu primeiro celular aos 10 anos de idade.

A maioria cresceu brincando com celulares ou tablets. Cresceram em um mundo hiperconectado, o que faz com que o smartphone seja o método preferido de comunicação. Por isso, ninguém brinca mais de policia e ladrão.

Essa geração possui uma sede incessante por conteúdo. As redes sociais, como Instagram e Twitter, são formas de abastecer essa necessidade. Eles passam, em média, 3 horas por dia em seus dispositivos móveis. 

A geração Z não quer dívidas. Assim, os cartões de débitos e o mobile banking são os métodos de compra mais consumidos. Mais de 50% não ingressam em uma agência bancária há pelo menos três meses.

Entender as Gerações é essencial

Esse artigo reitera a necessidade de se envolver e entender os Millennials e a Geração Z, grupos de clientes cada vez mais importantes e que ajudarão sua loja a moldar o futuro.

À medida que a Geração Z entra no mercado de trabalho, seu poder de compra aumenta. Por isso, você não pode se dar ao luxo de agir e tentar vender da forma tradicional.

Quer receber nossos blogs e outros conteúdos do universo do marketing digital lá no Telegram? É só entrar no nosso canal tocando/clicando no link a seguir: https://t.me/newmdsolutions