Por Gabriel Mansur

Natal, dia das mães, dia dos namorados, Black Friday, semana do consumidor… Este domingo, dia 8 (sempre o segundo domingo de agosto, independentemente do dia), é Dia dos Pais. 

Sabe o que esta data tem em comum com as supracitadas? Todas têm um valor comercial por trás. Claro que é uma ocasião festiva, ao menos em sua maioria, mas simbologias sentimentais à parte, o objetivo principal é fazer dinheiro

Isso é capitalismo! “Nossa, que teoria desprovida de sentimentalismo”. Pode até ser, mas a história contesta que o mundo não é um conto de fadas.

Prova disso é que o Dia dos Pais movimentou cerca de R$ 3,5 bilhões no e-commerce em 2020. Mais que isso apenas Dia dos Namorados, Black Friday, Natal e Dia das Mães, exatamente nesta ordem.

A origem da data

No Brasil, o dia dos pais só foi comemorado pela primeira vez em 1953, no dia 16 de agosto. 

Ao contrário do que ocorreu nos EUA e em outros países ocidentais, onde a data é comemorada no terceiro domingo de junho, aqui no país tupiniquim houve todo um planejamento.

Nos EUA, foi pensada como forma de homenagem local e simples, que se alastrou depois. 

No país do futebol (ou do vôlei e de Rosamaria, dona de nossos corações???), a data foi pensada pelo publicitário Sylvio Bhering, à época diretor do jornal O Globo e da rádio homônima. O objetivo era tanto social quanto comercial

A tentativa inicial foi associar a data ao dia de São Joaquim, pai de Maria, mãe de Jesus Cristo, que é comemorado em 16 de agosto, no calendário litúrgico da Igreja Católica, já que a população brasileira era – e continua sendo – predominantemente constituída de católicos. 

No entanto, nos anos seguintes, a data também foi deslocada para um domingo, o segundo do mês de agosto – e assim permanece até hoje.

O caso particular de outros países

Há o caso de outros países nos quais o dia dos pais está relacionado com aspectos culturais muito específicos. 

São os casos, por exemplo, de Portugal, Espanha, Itália, Andorra, Bolívia e Honduras, que comemoram em 19 de março

Isso ocorre porque tais países, também de tradição católica, associam o dia dos pais ao dia de São José, esposo de Maria.

Um caso curioso é o da Rússia, melhor dizendo, Comitê Olímpico Russo (se alguém souber a diferença, nos avise), que celebra o Dia dos Pais em 23 de fevereiro. 

O motivo? Eles são malucos, oras. Brincadeirinha (e não nos mate, por favor). A verdade é que essa data também é reservada à comemoração do Dia do Defensor da Pátria Local, celebrado desde 1919. As duas datas acabaram por se entrelaçar.

É isso, amiguinhos! Gostaram da aulinha de hoje? Esperamos que sim. Mas agora vai o recado mais importante do dia: deem um beijão em seus pais. Falem “eu te amo”. 

Às vezes os vimos como pedras, mas a verdade é que, mesmo não parecendo, todos gostam de um carinho. E claro: se não for prejudicar as contas do mês, comprem uma lembrancinha que seja. Afinal, essa sempre foi a proposta. hehe

Quer receber nossos blogs e outros conteúdos do universo do marketing digital lá no Telegram? É só entrar no nosso canal tocando/clicando no link a seguir: https://t.me/newmdsolutions